Contos Zen – Vento

Contos Zen
17/10/2016

lele
Certa tarde de outono, o mestre Ikyyu vagueava pelos campos, levando consigo um a flauta de bambu.
Um eremita, ao vê-lo perguntou:

– Quem és tu?

– Sou um peregrino que segue para onde sopra o vento.

Tencionando pô-lo em apuros o eremita perguntou:

– E quando o vento não sopra?

– Então sopro eu – respondeu Ikyyu, começando a soprar na sua flauta.

 

 

——-
Ilustração do post: Lele Luzzati

 

Compartilhar

Viva Este Livro – Ação 1

Viva Este Livro
25/07/2016

5c041a2b9cf824f82991ddc6d3eb5029

O que é um lema?
Lema é uma frase que serve de motivação! Ou seja, uma pequena declaração que expressa uma meta, princípio ou ideal.

Na ação 1 do Viva Este Livro!, eu proponho ao leitor que crie (ou escreva um lema que já exista) no espaço indicado. O objetivo desta ação é dar a oportunidade de fazer com que cada um pense a respeito de alguma frase que traga aquela sensação de motivação ou que represente algo em que se acredite.

Escolher um lema pessoal não é uma tarefa simples, envolve pensar um pouco a respeito das coisas que acreditamos, não nas coisas que nos fazem acreditar, mas algo legitimamente nosso.  Verdadeiro.

Sabe, aquela frase que você ouviu um dia e percebeu que ela te fazia muito sentido?
Uma frase que te empolgou, que te trouxe esperança…
Você poderá usa-la nesta ação. Ou se preferir, você pode criar seu próprio lema.

Ah! E você poderá mudar de lema é claro, o lema não é algo que deva ser definitivo. Mudamos com o tempo, a cada dia temos acesso a novos sentimentos e informações, o que nos faz mudar ou evoluir nossas ideias, motivações e opiniões. E não há problema algum nisso! Muito pelo contrário, é natural.

Dias atrás uma criança me perguntou se ela poderia ter mais de um lema, a resposta é: sim! É claro que pode! Você poderá, inclusive, usar lemas diferentes nas ações.
O importante nas ações que trabalham com lema, é ter a oportunidade de espalhar sua ideia no mundo! No seu mundo.  :)

Em relação a mim, para esta ação, decidi criar um lema! Lá vai:
“A vida é uma história que a gente mesmo escreve. Imagine uma bela aventura e comece a vivê-la (agora mesmo)!”

lema_001

Sim, acredito que a cada instante temos a oportunidade de trilhar um novo caminho, de iniciar um novo capítulo na nossa vida e de viver uma grande aventura! Uma aventura rumo ao nosso objetivo. Que objetivo? Aquele que a gente escolher!

 

Vamos Viver Este Livro? Em breve vou compartilhar aqui outras ações que estou amando viver <3

——————————————————————————————————-

Viva este Livro! é uma obra para ser experienciada, como o próprio nome diz, e mais tarde revivida ao resgatar o que ali foi escrito, registrado, pensado e guardado como um tesouro pelo leitor.

O livro proporciona uma inspiradora aventura de autoconhecimento, através de diferentes ações que estimulam a criatividade, ousadia, descobertas, tudo isso de forma muito libertadora e interativa. Em cada página, o leitor é convidado a fazer uma atividade diferente e muito divertida, que o faz pensar sobre sua vida naquele momento.

Livro: Viva Este Livro!
Editora Ciranda Cultural
Páginas: 128

Links para compra
Saraiva
Ciranda Cultural
Livraria Cultura

——

Ilustração Balões: Pintrest
Foto Viva Este Livro: Camila Piva

Compartilhar

O tempo e eu

Bloco de notas, Reflexões
19/05/2016

206602701625293070AXVzh1yYc

É provável, mas não é certeza, que tenho pela frente mais futuro do que passado. De qualquer maneira, sou grata por hoje, na dita “flor da idade”, poder ler o que Rubem Alves nos revelou, admirar esse ponto de luz e refletir sobre ele.

Esses dias li uma frase, do Chapeleiro de Alice, que diz assim: “se você conhecesse o Tempo tão bem quanto eu conheço, não falaria em gastá-lo como se fosse uma coisa. Ele é alguém.”

Eu sempre acreditei nisso. O tempo pode ficar profundamente magoado conosco, quando não lhe damos o devido valor. E que VALOR o Tempo tem!

—-

O TEMPO E AS JABUTICABAS – RUBEM ALVES

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver
daqui para frente do que já vivi até agora.
Tenho mais passado do que futuro…

Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas…
As primeiras, ele chupou displicente… mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço…

Já não tenho tempo para lidar com mediocridades…
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram,
cobiçando seus lugares, talentos e sorte.

Já não tenho tempo para conversas intermináveis…
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas que,
apesar da idade cronológica, são imaturas…

Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral…

As pessoas não debatem conteúdos… apenas os rótulos…
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos…
quero a essência… minha alma tem pressa…

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços…
não se encanta com triunfos…
não se considera eleita antes da hora…
não foge de sua mortalidade..

Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade…

O essencial faz a vida valer a pena…
e para mim basta o essencial…

 

———

Ilustração: pinterest

 

 

Compartilhar
Página 3 de 41234