Contos Zen – Baso e a Meditação

Contos Zen
19/04/2016
tumblr_n4r9hhPQWf1qhttpto1_500
Quando jovem, Baso praticava incessantemente a Meditação. Certa ocasião, seu Mestre Nangaku aproximou-se dele e perguntou-lhe:
– Por que praticas tanta Meditação?
– Para me tornar um Buddha.
O Mestre tomou de uma telha e começou a esfregá-la com um pedra. Intrigado, Baso perguntou:
– O que fazeis com essa telha?
– Pretendo transformá-la num espelho.
– Mas por mais que a esfregueis, ela jamais se transformará num espelho! será sempre uma pedra.
– O mesmo posso dizer de ti. Por mais que pratiques Meditação, não te tornarás Buda.
– Então o que fazer?
– É como fazer um boi andar.
– Não entendo.
– Quando queres fazer um carro de bois andar, bates no boi ou no carro?
Baso não soube o que responder e então o Mestre continuou:
– Buscar o Estado de Buda fazendo apenas Meditação é matar o Buda. Dessa maneira, não acharás o caminho certo. O estado búdico jamais estará em um fazer.
Autor Desconhecido

 

——-
Ilustração do post: Carolyn Gan

 

Compartilhar

Boas ações devem ser divulgadas!

Aleatoriedades, Reflexões
02/03/2016

cari001

Essa semana eu estava navegando pelo Facebook quando vi a seguinte postagem da página “Razões para Acreditar”:

div
”Ganhei dois ingressos do #‎Cinemark e entreguei para os garotos que participam do projeto assistirem um filme, sendo que um deles nunca tinha ido ao cinema.

Estava trabalhando e me mandaram uma mensagem dizendo que as pessoas da bilheteria não queriam trocar os ingressos por tickets para o filme, a garota do guichê alegava que a xerox do RG não era válida – em sessão de classificação livre – e o menino mais velho me mandou mensagem dizendo que achava que o motivo era o chinelo que o mais novo estava calçando.

Fechei o bar e vim para o shopping, no caminho pensei em comprar um tênis para o garoto e entrar no filme com ele -assim talvez ele entraria – mas também pensei que dessa forma mostraria pra ele que só tem valor quem tem COISAS.
Tirei meu tênis e vamos assistir o filme, eu descalço e ele de chinelos. Doa a quem doer !”
Post originalmente publicado pelo Guilherme Ferreira Souza

div

Clique na imagem para ir para a postagem

Clique na imagem para ir para a postagem

div

Fiquei curiosa para saber o desfecho dessa atitude incrível e fui até os comentários para saber se o autor da foto havia comentado algo falando se conseguiu ou não assistir o filme. Não encontrei mais nenhuma informação, mas me deparei com o seguinte comentário:

caridade02

Na hora me lembrei de uma situação que aconteceu comigo há mais ou menos uns dois anos atrás. Pelo Facebook, através de uma amiga, eu fiquei sabendo de uma família carente de São Paulo que estava passando por muita necessidade. O filho mais novo dessa família, um garoto de 6 anos, estava em tratamento para combater um câncer, por conta disso sua única distração era um vídeo game e uma TV que infelizmente tinham sido roubados por bandidos que invadiram a casa do garoto numa noite em que ele estava brincando com o irmão.

Esse relato me tocou muito e decidi ajudar. Eu queria que aquele garoto soubesse que existem pessoas boas no mundo, queria apagar aquela imagem do bandido entrando na casa e arrancando a TV e o game do quarto dele, eu queria que isso fosse substituído por um ato de bondade.

Conversei com alguns amigos e divulguei o caso na minha página pessoal. Recebi uma porção de doações! Roupas, eletrodomésticos, livros e até mesmo um videogame! Faltava a TV, e munida de muita certeza que conseguiria ajudar eu fui até a Fast Shop, contei o caso e o vendedor da loja me vendeu uma TV novinha que estava em exposição pelo preço de custo.

Ficamos muito felizes e fomos até a casa do garoto para entregar. Conhecemos a família dele, entregamos todas as doações e tiramos uma foto que postei na mesma hora nas minhas redes sociais.
Quando cheguei em casa vi uma mensagem inbox de uma amiga minha. Ela escreveu me parabenizando pela atitude e me dava um “conselho”: “cuidado com essas fotos que você posta fazendo caridade… As pessoas vão achar que você faz isso para aparecer e você sabe que a caridade deve ser anônima ou então é vaidade. “

Cara, isso nunca havia passado pela minha cabeça! Para mim era algo tão bonito e natural que eu jamais imaginaria que alguém poderia pensar assim. Mas é fato, muitos pensam assim! E é por isso que decidi escrever esse texto.

Que mundo é esse em que a gente tem que esconder nossos atos de bondade, gentileza e caridade? Que valores distorcidos são esses em que o bem deve ser feito às escondidas ou então será desvalorizado? Que crenças são essas de que um ato de bondade divulgado é vaidade e não um incentivo?

 

caridade03
Eu fui tentar entender o porquê disso e cheguei à conclusão de que as pessoas pensam assim pois infelizmente no nosso país é muito comum que políticos façam esse tipo de coisa para se promoverem e depois de promovidos acabam por mostrar quem realmente são: pessoas corruptas apenas buscando o seu benefício próprio.

Mas colega, eu PRE-CI-SO te dizer uma coisa: isso é minoria! A maioria das pessoas são boas. Todos os dias, milhões de pessoas fazem atos de bondade e caridade. Existem milhares de ongs e projetos, só no nosso país, sustentado por boa vontade de pessoas que trabalham em prol dos demais e que se suas ações forem divulgadas terão um alcance cada vez maior.

Quantos dias, meses ou anos a gente passa no automático sem nos lembrar de ajudar as pessoas? Temos tanta coisa para pensar que nos esquecemos de fazer caridade. E isso não é por maldade. É simplesmente porque temos muitos afazeres, sejam eles do trabalho, sejam eles domésticos ou relacionados aos nossos estudos e família… É por isso que acho importante, necessário e muito legal divulgarmos nossas ações de caridade. Às vezes é vendo a foto de um colega doando sangue que você se lembra da importância de doar sangue! Muitas vezes é vendo uma divulgação de um amigo, que você conhece um projeto social que pode confiar. É vendo esse tipo de compartilhamento que saímos do automático e que somos inspirados a fazer algo nesse sentido.

Não por acaso é no Natal que as ongs e projetos sociais recebem mais doações. Parece que nessa época do ano temos um tipo de “permissão” para divulgar nossos atos de bondade. Tudo isso inspirado no sentimento Cristão de fraternidade. Mas, porquê não fazer da nossa vida um eterno natal? Pense nisso.

Esqueça essa bobagem de que atos de bondade devem ser feito às escondidas como se fosse algo “fora da lei”, isso é uma contravenção quando se segue a lei do Amor!

Vá em frente

Vá em frente

E se um dia alguém lhe der aquele tipo de “conselho” que recebi, responda: sinceramente? Eu acredito que o mundo precisa mais de gente que quer aparecer fazendo o bem do que de críticos.

E aproveitando o espaço eu quero divulgar aqui cinco projetos super legais que conheço! Há diversas formas de ajudar cada um deles. Clique nas imagens para conhecê-los melhor:

Mais Atitude

Mais Atitude

Hai Africa

Hai Africa

Fundação Edmilson

Fundação Edmilson

C.O.T.I.C

proAnimal

Pró-Animal

Bora fazer essa rede do bem crescer?

 —-
UPDATE 19/04/2016

Refletindo mais sobre o porquê de algumas pessoas terem tanto preconceito com quem compartilha suas boas ações, cheguei a outras duas conclusões:

  • É muito comum as pessoas confundirem as verdadeiras intenções por trás desse ato. Normalmente julgam que as pessoas estão esperando algo em troca, estão esperando ser ovacionadas ou algo do tipo. O que não é verdade na maioria dos casos. 
  • Há o julgamento distorcido de que a pessoa precisa exibir seu ato de bondade para provar sua ética, pois às escondidas não teria a mesma atitude. Ou seja, julgam que a ética da pessoa em questão é um verniz, apenas algo superficial sem profundidade.

Nos dois casos, e isso também vale para a vida, o que importa é a sua intenção e não o julgamento desnecessário dos outros. 

Seja Feliz! Acione hoje mesmo aquilo que você já reconhece como Belo, Justo e Bom.

Compartilhar

minhas experiências com o Airbnb

Viagens
29/02/2016

air

O Airbnb é um serviço online comunitário para as pessoas anunciarem e reservarem acomodações no mundo todo.  A proposta de se hospedar ao estilo Airbnb é viver uma experiência diferente e sair um pouco do circuito hotel e pousada.

Através do Airbnb é possível se hospedar em mansões, barracas, barcos, casas em árvores, apartamentos e etc, de maneira compartilhada ou privada. Opções é o que não falta!

Minha primeira experiência com o Airbnb foi no Peru, na cidade de Cusco.
Em Cusco, optamos, eu e meu marido, por reservar um quarto privativo em um dos bairros mais charmosos da cidade, San Blas. A localização e a foto do terraço foi decisiva para nós. Chegando lá tivemos a grata surpresa de sermos recebidos por um grande anfitrião, o Denis, que é canadense mas mora no Peru já há alguns anos.

O Denis nos contou que viveu algumas experiências místicas no Peru, e que isso o fez mudar definitivamente para lá. Ele disse que quando era pequeno ele possuía o dom da clarividência, mas com o tempo o dom desapareceu, e ressurgiu lá no Peru em uma viagem mística. É claro que não perdi a oportunidade de fazer uma seção com ele.
No final de um dia de muitos passeios ele me chamou na sala da casa, me deu uma taça de vinho, acendeu uma vela, um palo santo – madeira aromática considerada sagrada pelos povos andinos e agora por mim também :) –  e começou a seção em ritmo de uma boa conversa! Eu adorei a experiência e posso dizer que o Denis acertou tudo, foi muito bacana e positivo para mim. Quando voltar para Cusco com certeza repetirei tudo! A hospedagem, a seção de clarividência, o café da manhã e o jantar preparado por ele: um macarrão delicioso que saboreamos no terraço curtindo a vista maravilhosa da cidade âmbar.

Para quem quiser provar da experiência é só clicar no link (Cusco):
https://www.airbnb.com.br/rooms/1942684?s=ePby9E3T

Cusco - Peru

Cusco – Peru

div

Nossa segunda experiência foi na Itália, na cidade de Florença. Nosso objetivo na ocasião era ficar em um apartamento privativo, que tivesse uma máquina de lavar roupa, uma cozinha equipada, que fosse próximo aos principais pontos turísticos  e que tivesse uma varandinha com mesa! Encontramos tudo isso no apartamento da Francesca, uma Italiana super legal que nós recebeu muito bem para entregar a chave da nossa experiência!

Nossa hospedagem foi marcada por ótimos momentos. Fizemos nossa própria comida com ingredientes incríveis comprados no mercadinho da rua. Saboreamos tudo no conforto de um lar! No apartamento tinha até velas para criar um clima de romance <3

Foi lindo, e eu super recomendo a estadia (Florença):
https://www.airbnb.com.br/rooms/1136727

Florença - Itália

div
Nossa terceira experiência foi em Londres, onde buscávamos ficar em um lugar barato, próximo de qualquer metrô (o que é fácil em Londres, já que lá tem metrô para TODOS os lugares), queríamos também um apartamento privativo e mais distante dos centros turísticos, para curtirmos a experiência de um morador de bairro. Encontramos tudo isso no apartamento do Alix, um jornalista da BBC Londres (chique demais né?), infelizmente o apartamento dele não está mais disponível. Mas existem muitas opções bacanas em Londres. O apartamento era localizado nas imediações do Metrô Maida Vale, que nos rendeu ótimas lembranças.

Londres - Inglaterra

Londres – Inglaterra

div

E nossa quarta, porém não a última pois queremos viajar muito mais à moda Airbnb, chegou a vez da experiência nacional! Rio de Janeiro!

No Rio de Janeiro nós buscávamos um apartamento privativo, para três pessoas, pois desta vez meu pai estava viajando conosco, e uma localização próxima a praia de Copacabana. Encontramos tudo isso e muito mais no apartamento do José, um carioca com um ótimo gosto musical! Seu apartamento é cercado de boa música. Há um excelente aparelho de som e centenas de CDs. O José é super fã de Bossa Nova e Jazz, a cara do Rio De Janeiro! Foram momentos maravilhosos.

Link do apartamento do José (Rio de Janeiro):
https://www.airbnb.com.br/rooms/2119482

Rio de Janeiro - Brasil

Rio de Janeiro – Brasil

Essas foram as minhas experiências, todas bem-sucedidas!
Espero conhecer muito mais pessoas e lugares nessa minha caminhada da vida.
E vocês, tem alguma experiência com o site que queira compartilhar? Deixe nos comentários!

air2

Compartilhar
Página 14 de 16« Primeira...1213141516